HomeDicasComportamentoRede para berço: como surgiu e quais os benefícios para o bebê
rede

Rede para berço: como surgiu e quais os benefícios para o bebê

A rede para berço já virou uma febre entre as mamães de recém-nascidos. Afinal, quem não gosta de ver seu bebê tranquilo e confortável no balanço da rede? A iniciativa faz com que o pequeno se lembre dos seus nove meses na barriga da mamãe, até então, o único lugar que conhecia. Nessa matéria, iremos ajudar as mamães entenderem sobre essa novidade no mundo materno e como estão ganhando adeptas a cada dia.

Alguns hospitais no Brasil já adotaram a rede dentro da maternidade e os resultados têm sido super positivos. Por exemplo, no Hospital Universitário de Marília (SP), substituíram os colchões usados antigamente por redes dentro das incubadoras da UTI Neonatal e a mudança fez toda diferença em relação ao bem-estar dos recém-nascidos prematuros.

 

rede para berço

A rede para berço caiu no gosto das mamães e é bem simples de fazer em casa.

 

Como surgiu a rede para berço?

As redes começaram a ser usadas há cerca de três anos, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital da Mulher, em Feira de Santana, na Bahia. A iniciativa partiu da equipe de fisioterapia do hospital, ao descobrir que as crianças demoravam menos tempo para sair da internação e ganhavam peso mais facilmente com o uso da rede.

Na época, a rede para berço era feita com materiais que já existiam no hospital para facilitar o trabalho. Atualmente, a maioria das redes para bebê são feitas de forma artesanal, para berços nacionais e importados e continuam sendo confeccionada com o mesmo tipo de tecido. Algumas mamães gostam de colocar a rede em casa para que o bebê se acalme e fique mais confortável. Se você se apaixonou por essa opção, prefira as com os cordões, manual de instalação, argolas e cintos de segurança.

 

rede para berco

 

Ótima alternativa para acalmar o bebê

Esse procedimento está cada vez mais conhecido por deixar o bebê mais confortável, aconchegado e, com isso, menos estressado. De acordo com alguns médicos, os bebês também ganham maior nível motor e se desenvolvem melhor devido ao balanço da redinha.

Entretanto, existem desvantagens, pois não é recomendado que o seu filho passe a noite inteira na redinha. O ideal, segundo os especialistas, é que durmam em colchões de espuma, com densidade D18, e para as crianças que se movimentam bastante, que tenham acompanhamento de um adulto.

 

rede para berço

 

Faça você mesma!

Mamãe, ficou curiosa com essa nova técnica? Conseguimos um passo-a-passo para você fazer uma em casa! Esse vídeo mostra algumas mães que utilizam a rede para bebê e uma delas ensina como produzir e também, como colocar o cinto de segurança para seu filhinho ficar seguro.

Compartilhe:
Classifique este artigo

Berço é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! No nosso blog, você encontra dicas e curiosidades sobre berços de todo o mundo, inspirações para decorar o quarto de bebê e avaliações completas dos produtos. Nosso intuito é te ajudar e inspirar na hora de escolher os móveis e a decoração do cantinho mais especial da sua casa!

redacao@berco.com.br

Comentário
  • Aqui no Norte do Brasil é a coisa mais comum para maioria das mães colocarem os filhos para dormirem em rede desde o nascimento. Elas não são tão pequenas como essas para berço.Eu dormi em rede na minha infância. Fico feliz que esse hábito indígena tenha sido adaptado para as UTI neonatais.

    19 de fevereiro de 2018

Deixe um comentário